Banhada pelo Rio Mondego, Coimbra é conhecida como a “cidade dos Estudantes” de capas negras, do Fado e da boémia académica.

Fruto de um passado cheio de história, esta cidade é rica em tradições e lendas, onde se escreveu a mais maravilhosa história de amor entre D. Pedro e Inês de Castro. Foi o berço de nascimento de reis de Portugal e é uma cidade historicamente universitária por ser a primeira universidade portuguesa e uma das mais antigas do mundo, peculiaridade que a tornou Património Mundial da UNESCO.

mapa de coimbra

Coimbra tem

mais encanto

Cidade dos estudantes, com Serras de perder de vista, monumentos históricos e uma gastronomia única, Coimbra tem, sem dúvida, muito encanto.

Quero visitar

O que visitar?

Alta e a Universidade de Coimbra

Classificada como Património da Humanidade pela UNESCO, a universidade de Coimbra foi palco de várias experiências arquitetónicas, tornando-se numa referência a nível estético, artístico e programático. O núcleo mais antigo da Universidade está localizado no conjunto do Paço das Escolas, onde podemos encontrar também a magnifica Biblioteca Joanina. Fundada como uma livraria de estudo, é o expoente máximo do Barroco português e é considerada uma das mais deslumbrantes bibliotecas do mundo, quer pela sua riqueza decorativa, quer pelo valioso fundo bibliográfico, composto por cerca de duzentos mil volumes, datados entre os séculos XVI a XVIII.

portugal dos pequenitos em coimbra

Portugal dos Pequenitos

Edificado em 1940, o Portugal dos Pequenitos é um parque lúdico inteiramente dedicado às crianças, onde podemos encontrar reproduções do património arquitetónico português através de exemplos de casas tradicionais e de réplicas dos monumentos nacionais em tamanho miniatura. Dispõe ainda de um núcleo dedicado à representação etnográfica e monumental dos países Africanos de língua oficial Portuguesa, Macau, Índia e Timor, para recordar as ex-Colónias Portuguesas. É um excelente local de visita para realizar com a família, em especial com os mais novos.

Quinta das lágrimas

Cenário da trágica história de amor lusitana entre D. Pedro e Inês de Castro, a Quinta das Lágrimas é rica em nascentes, jardins históricos e ainda um Palácio do século XVIII transformado em hotel. Dispõe de um ambiente romântico de puro relaxamento, para uma experiência única que o fará recordar Coimbra por muito tempo.

Ver vídeo
quinta das lagrimas em coimbra
jardim botânico da universidade de coimbra

Jardim Botânico da Universidade de Coimbra

Construído no século XVIII com a finalidade de estudar e criar plantas para fins medicinais, o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra ocupa atualmente uma área de 13 hectares. Com uma arquitetura barroca e neoclássica presente nas suas fontes e escadarias, este Jardim é um dos mais conceituados a nível mundial, permitindo uma viagem aos quatro cantos da Terra, devido à diversidade de plantas que possui. Aproveite para conhecer ainda a Estufa Grande, um dos mais antigos edifícios da arquitetura do ferro em Portugal, onde a conjugação entre o ferro e o vidro conferem ao espaço uma beleza magnifica.

Mosteiro de santa clara

O Mosteiro de Santa Clara, popularmente conhecido como Convento de Santa Clara-a-Velha, foi mandado construir em 1314 por D. Isabel de Aragão e localiza-se na margem esquerda do rio Mondego. Devido à sua localização, o mosteiro estava sujeito a inundações frequentes que forçaram a construção de um piso superior e o abandono do térreo. No final do século XX foram levadas a cabo profundas obras de recuperação, que puseram a descoberto as estruturas e um vasto e diversificado espólio.

mosteiro de santa clara em coimbra

O que visitar?

Alta e a Universidade de Coimbra

Classificada como Património da Humanidade pela UNESCO, a universidade de Coimbra foi palco de várias experiências arquitetónicas, tornando-se numa referência a nível estético, artístico e programático. O núcleo mais antigo da Universidade está localizado no conjunto do Paço das Escolas, onde podemos encontrar também a magnifica Biblioteca Joanina. Fundada como uma livraria de estudo, é o expoente máximo do Barroco português e é considerada uma das mais deslumbrantes bibliotecas do mundo, quer pela sua riqueza decorativa, quer pelo valioso fundo bibliográfico, composto por cerca de duzentos mil volumes, datados entre os séculos XVI a XVIII.

portugal dos pequenitos em coimbra

Portugal dos Pequenitos

Edificado em 1940, o Portugal dos Pequenitos é um parque lúdico inteiramente dedicado às crianças, onde podemos encontrar reproduções do património arquitetónico português através de exemplos de casas tradicionais e de réplicas dos monumentos nacionais em tamanho miniatura. Dispõe ainda de um núcleo dedicado à representação etnográfica e monumental dos países Africanos de língua oficial Portuguesa, Macau, Índia e Timor, para recordar as ex-Colónias Portuguesas. É um excelente local de visita para realizar com a família, em especial com os mais novos.

quinta das lagrimas em coimbra

Quinta das lágrimas

Cenário da trágica história de amor lusitana entre D. Pedro e Inês de Castro, a Quinta das Lágrimas é rica em nascentes, jardins históricos e ainda um Palácio do século XVIII transformado em hotel. Dispõe de um ambiente romântico de puro relaxamento, para uma experiência única que o fará recordar Coimbra por muito tempo.

Ver vídeo
jardim botânico da universidade de coimbra

Jardim Botânico da Universidade de Coimbra

Construído no século XVIII com a finalidade de estudar e criar plantas para fins medicinais, o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra ocupa atualmente uma área de 13 hectares. Com uma arquitetura barroca e neoclássica presente nas suas fontes e escadarias, este Jardim é um dos mais conceituados a nível mundial, permitindo uma viagem aos quatro cantos da Terra, devido à diversidade de plantas que possui. Aproveite para conhecer ainda a Estufa Grande, um dos mais antigos edifícios da arquitetura do ferro em Portugal, onde a conjugação entre o ferro e o vidro conferem ao espaço uma beleza magnifica.

mosteiro de santa clara em coimbra

Mosteiro de santa clara

O Mosteiro de Santa Clara, popularmente conhecido como Convento de Santa Clara-a-Velha, foi mandado construir em 1314 por D. Isabel de Aragão e localiza-se na margem esquerda do rio Mondego.Devido à sua localização, o mosteiro estava sujeito a inundações frequentes que forçaram a construção de um piso superior e o abandono do térreo.No final do século XX foram levadas a cabo profundas obras de recuperação, que puseram a descoberto as estruturas e um vasto e diversificado espólio.